Acervo de invertebrados foi salvo, afirma diretora do Museu Nacional

Funcionários trabalham para recuperar acervo do Museu

Funcionários trabalham para recuperar acervo do Museu FÁBIO MOTTA/ESTADÃO CONTEÚDO – 03.09.2018

Um retrato pintado a óleo do Marechal Rondon foi um dos primeiros itens do acervo do Museu Nacional do Rio de Janeiro recuperados após o incêndio de domingo (2). Por volta das 14h50, funcionários do museu e da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) entraram no espaço acompanhado de bombeiros para recuperar algumas peças que ficavam no hall.

Segundo o geólogo e pesquisador da UFRJ, Renato Cabral Ramos, o quadro deve passar por um processo para ver se há possibilidade de restaurá-lo.

Ramos afirmou que as equipes entraram no museu para tentar recuperar a coleção Werner de minerais, além do quadro.

“Estamos buscando minerais e alguns são muito sensíveis e não resistiram ao calor. Mesmo assim nós vamos resgatá-los e tentar recuperá-los, porque foram minerais trazidos pela família real ao Brasil há mais de 200 anos. Tudo que a gente consiga recuperar, por menor que seja, é uma conquista muito grande.”

O geólogo disse também que as múmias e a coleção egípcia exposta foi toda perdida no incêndio. Também foi perdida grande parte da documentação e dos arquivos.

De acordo com a a vice-diretora do Museu Nacional do Rio de Janeiro, Cristina Serejo, os acervos dos invertebrados e de botânica foram salvos, pois ficavam em um prédio anexo. 

Incêndio

Um incêndio de proporções ainda incalculáveis atingiu, na noite deste domingo (2), o Museu Nacional do Rio, na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão. O museu estava fechado para visitação no momento em que o incêndio começou.

O prédio de 200 anos foi residência das famílias real portuguesa e imperial brasileira e tem um dos acervos mais importantes do país, com cerca de 20 milhões de peças. 

Especialista compara perda do fóssil Luzia com destruição da Mona Lisa

Trineto de D. Pedro II diz que vai doar acervo para novo museu

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: