Amigos de jovem atingido por trem em Juiz de Fora se mobilizam em campanha por doação de sangue


Rapaz se envolveu em acidente enquanto atravessava linha férrea. Ele mexia no celular e usava fones de ouvido, segundo a MRS. Campanha busca doadores de sangue a jovem atropelado por locomotiva em Juiz de Fora
Facebook/Reprodução
Uma campanha nas redes sociais está pedindo doação de sangue para o jovem de 27 anos atropelado por uma locomotiva na manhã desta terça-feira (26) em Juiz de Fora. Ele não percebeu a aproximação da composição por estar usando fones de ouvido, segundo a MRS, concessionária que administra a ferrovia. O jovem foi internado em estado grave no Hospital Pronto Socorro (HPS), e segue na Unidade de Tterapia Intesiva (UTI) do local.
Amigos e familiares do rapaz estão pedindo apoio de pessoas interessadas em doar sangue tipo O negativo. O perfil de uma banda da cidade em uma rede social também pede apoio em nome do jovem. A publicação já conta com mais de 600 curtidas.
A Fundação Hemominas funcionou nesta quarta de 7h às 12h30, por conta do jogo do Brasil pela Copa do Mundo. A partir desta quinta-feira (28), o funcionamento volta ao normal, de segunda a sexta, de 7h às 18h, e aos sábados, de 7h às 11h.
As pessoas interessadas em doar devem comparecer ao Hemocentro de Juiz de Fora, que fica na Rua Barão de Cataguases, sem número, no Bairro Santa Helena.
Hemominas funciona na Rua Barão de Cataguases, no Bairro Santa Helena
Reprodução/TV Integração
Como ser doador
Os interessados devem ir até a unidade, preencher o cadastro e passar por uma triagem. Se o estado de saúde estiver bom, a doação pode ser feita no mesmo dia. Confira os critérios para doar:
Pessoas entre 16 e 69 anos;
Quem tem e está com boa saúde;
Quem pesa acima de 50 kg;
Quem dormiu bem na noite anterior à doação;
Mulheres, mesmo se menstruadas ou em uso de anticoncepcionais;
Apresentar documento original com foto, filiação e assinatura;
Para quem já é doador, respeitar o intervalo de doação, que para mulheres é de 90 dias e, para homens, 60 dias.
A doação pode ser agendada pelo telefone 155, na opção 1, no site da Fundação ou pelo aplicativo MGApp. Moradores de cidades da região que quiserem trazer caravana aos sábados, devem agendar no setor de captação pelos telefones (32) 3257-3171 ou (32) 3257-3172.
Restrições
Quem tomou vacina contra a gripe deve esperar 48 horas para vacinar. Já para a febre amarela o prazo é de 30 dias;
Quem teve hepatite após os 11 anos de idade, exceto se tiver comprovação laboratorial da época de que se tratou de hepatite A;
Quem tem exposição a situações de risco acrescido para doenças sexualmente transmissíveis nos últimos 12 meses;
Quem teve gripe, resfriado ou diarreia nos sete dias anteriores à doação;
Quem ingeriu bebida alcoólica nas últimas 12 horas anteriores à doação;
Quem já usou alguma vez drogas injetáveis;
Quem apresenta ferimento ainda não cicatrizado;
Quem estiver grávida ou em período de amamentação. Após o parto normal é necessário aguardar três meses e após cesárea, seis meses;
Quem fez qualquer exame endoscópico nos últimos seis meses;
Quem fez cirurgia por laparoscopia nos últimos seis meses;
Quem fez tatuagem nos últimos 12 meses;
Quem fez tratamento dentário recente pode ser impedido de doar por um período de um a 30 dias, conforme o caso;
Quem fez piercing nos últimos 12 meses anteriores à doação. Piercing localizado em área genital ou na boca, somente poderá ser liberada a doação após 12 meses da sua retirada.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: