Anúncios

Aprenda a arrumar a lancheira e escolher os alimentos adequados para seu filho levar à escola

A alimentação é o combustível para que o processo de aprendizagem seja prazeroso e eficiente. Os alunos precisam de comidas saudáveis para o melhor desenvolvimento do corpo e mente.

Na volta as aulas, para prestar atenção nas matérias e tirar boas notas, é importante que os alunos se alimentem de maneira saudável.

Por isso, a Escola Morumbi Unidade Moema orienta, recomenda e fiscaliza para que as crianças tenham o melhor benefício da merenda, sobre o ponto de vista nutricional e social. Para melhorar ainda mais a alimentação dos alunos, a nutricionista Maria Eliete Marquez de Oliveira oferece dicas sobre o que levar de lanche para a escola.

Primeiro, o estudante precisa de uma lancheira adequada. Algo simples, sem muitos detalhes e acessórios, para que não seja pesada e difícil de carregar, mas tenha espaço suficiente para acomodar o alimento e impedir que o Sol e calor interfira no conteúdo.

“É bom que tenha alça, e se a alça da lancheira puder prender na mochila, melhor ainda”, diz a especialista.

Deve também ser impermeável, para impedir que líquidos vazem do compartimento, e resistente, pois será levada pela criança para todos os lugares. Garrafas térmicas também são uteis para manter a bebida refrigerada. As lancheiras térmicas, que mantêm o alimento conservado, precisam de um dosador de frio, como os cubos de gelo em gel.

A limpeza da lancheira deve ser diária e feita com água e detergente.

Quando a criança chega em casa, os restos de alimentos precisam ser retirados, assim como os cubos de gel. Caso algum alimento deixe um odor impregnado, basta passar um pouco de pasta de bicarbonato de sódio no interior da lancheira e enxaguar após cinco minutos. Já as térmicas precisam ser lavadas sem utilizar produtos abrasivos, como saponáceos, palha de aço e a parte áspera da esponja

“É importante manter os acessórios limpos, então lavagens periódicas são necessárias”, diz Eliete. “Oito a dez gotas de detergente é o suficiente para cada litro de água”.

Agora, os cuidados com os alimentos são outros, devendo ser embalados em papel filme e colocados em caixinhas plásticas apropriadas, para evitar a oxidação pelo ar. As frutas e legumes lavados precisam ser secas antes de embalados, pois resíduos de água aceleram a o processo de deterioração do alimento.

As frutas podem ser armazenadas já porcionadas, e para evitar que escurecem, é interessante adicionar umas gotas de limão ou laranja. Já os sucos podem ser preparados bem concentrados, congelados em cubos e colocados na garrafa térmica com água. Assim, o suco irá descongelar durante o período de aula e estará pronto para ser consumido no intervalo.

“Vale lembrar que dessa forma a criança estará consumindo suco de fruta natural e com menor índice calórico. Os sucos e frutas em forma de gelo são mais seguros do que algumas frutas in natura, como a melancia e o melão, que possuem alto teor de água em sua composição, o que facilita a deterioração”, explica a nutricionista da Escola Morumbi Unidade Moema.

A alimentação é o combustível para que o processo de aprendizagem seja prazeroso e eficiente. Os alunos precisam de comidas saudáveis para o melhor desenvolvimento do corpo e mente.

Anúncios

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: