Autuori fala sobre situação de Scarpa e busca por reforços

Rio de Janeiro (RJ) – O elenco do Fluminense se reapresentou nesta quarta-feira, mas a maior novidade foi o não comparecimento do meia Gustavo Scarpa. O jogador terminou 2017 com o desejo de deixar o clube, mas os tricolores não chegaram a um acordo com os interessados. Nesta quinta-feira, o diretor esportivo Paulo Autuori falou sobre o assunto.

“O que temos que entender é que problemas são feitos para serem enfrentados. O Gustavo Scarpa é jogador do Fluminense e, como tal, esperamos que ele se apresente. Ele é um jogador que pertence ao clube e é assim que nós o encaramos. Vamos viajar e contamos com ele. A partir dali, o que vai acontecer para frente, se vai sair ou não, vamos ver”, disse.

Autuori revelou que o Flu negociou com outros clubes, mas não chegou a um acordo até o momento. “O Fluminense sempre esteve aberto às negociações. Se não foram à frente, não foi pelo Fluminense nem pelo clube interessado. Além disso, só ele poderia responder”, declarou.

O dirigente reconheceu que o clube tem uma dívida com o atleta. No entanto, afirmou que o Fluminense vai pagar os atrasados até o fim do mês. Por isso, não crê que Scarpa entre na Justiça. “Não tememos absolutamente nada. O clube vai cumprir até o fim de janeiro o que está pendente. No futebol nada me surpreende, tampouco me decepciono com as pessoas. Não espero nada de ninguém”, decretou.

Por fim, Paulo Autuori  falou sobre a procura por reforços. Até agora, os tricolores confirmaram as chegadas do lateral-direito Gilberto e do volante Jadson. O dirigente admitiu que os problemas financeiros enfrentados pelo Fluminense dificultam o acerto com bons jogadores.

“O Fluminense tem uma política clara, que é cumprir compromissos. Vamos trazer jogadores dentro das possibilidades e oportunidades de negócios. Experiência é fundamental. Com qualidade. Estamos trabalhando de forma tranquila, como deve ser. Tudo tem estratégia e temos a nossa. Passíveis de crítica, o que é normal, mas objetivo é fazer com que Abel tenha condições de lutar por títulos. Claro que a questão de grana é um limitador, mas as dificuldades não são só nossas”, finalizou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
compartilhe
comente

  • comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: