Anúncios

Avenidas de Rio Preto ganham ‘filas’ de placas que vão custar R$ 2 milhões

As novas placas de sinalização para os corredores de ônibus em São José do Rio Preto (SP) estão sendo instaladas em várias avenidas da cidade e vão custar aos cofres públicos R$ 2 milhões. Alguns motoristas estão achando que a distância entre as placas é pequena.

O projeto de corredores de ônibus tem 42 quilômetros de extensão e deveria ter sido entregue há sete meses, mas por causa de adequações, ainda está em obra e só deve começar a funcionar no ano que vem.

Em alguns pontos, menos de 50 metros separam uma placa da outra. Em três quarteirões da avenida Philadelpho Gouveia Neto são cinco, todas iguais. A mesma situação acontece na avenida Bady Bassitt, mas no local os pórticos ainda estão sem as placas.

Até agora foram instaladas 112 estruturas metálicas. Elas vão segurar as placas de sinalização dos corredores de ônibus, cada uma custa pouco mais de R$ 11 mil, além do gasto para a instalação do material.

Em alguns lugares, como na avenida Alberto Andaló, o pórtico novo está bem perto de um antigo. Para a arquiteta especialista em urbanismo Delcimar Teodozio, nestes casos era possível economizar. “O importante é adequar o novo projeto do corredor de ônibus com o que já existe, aproveitar as placas, para que isso não cause poluição visual na cidade”, afirma.

O secretário de Obras da cidade, Sérgio Issas, disse que um estudo deve resolver essa questão. Já sobre os valores das estruturas alega que não tinha o que ser feito. “Como esse processo veio de uma licitação passada, com empresa vencedora e preço orçado, não tem como mexer no custo, foi dado como vencido. Eu acho caro”, afirma o secretário.

A obra que prevê a criação de nove corredores de ônibus em Rio Preto está orçada em R$ 53 milhões. Ela começou em setembro do ano passado e era para ter sido entregue no último mês março, mas o prazo foi prorrogado por mais um ano para corrigir falhas do projeto original.

Anúncios

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: