Centro Boldrini inaugura ala de tratamento para pacientes adultos

Novo espaço tem 18 leitos e foi decorado por um grupo de 11 grafiteiros. Local é especializado em doenças do sangue como anemia falciforme, hemofilia e talassemia.

O Centro Boldrini, referência na América Latina para tratamento do câncer infantil, inaugurou, nesta sexta-feira (5), uma ala de internação destinada para adultos com doenças crônicas no sangue. De acordo com o hospital, o espaço é destinado a pacientes que continuam em tratamento na unidade. O local possui 18 leitos e foi decorado por artistas especializados em grafite.

Entre as doenças que serão tratadas na nova ala, estão anemia falciforme, hemofilia e talassemia. Segundo a oncologista e presidente do hospital, Silvia Brandalise, a criação do espaço foi um pedido dos próprios pacientes, que sentiram a necessidade de ter um acompanhamento também ao chegar à fase adulta.

“Eu acho que essa ala está em construção há 38 anos. Porque na verdade eu nunca tinha pensado em fazer um espaço para adultos jovens, mas com o pedido das crianças, se tornou uma coisa tão necessária na minha cabeça, que nós concluímos tudo isso aqui em menos de um ano. E o resultado me deixa muito feliz”, disse a médica.

Noe novo espaço, chamado de Ala Azul, o Boldrini terá médícos clínicos para adultos e equipamentos específicos para o tratamento. Além do setor, a presidente do hospital afirmou que planeja também a criação de uma unidade de inserção social. “Queremos que esses pacientes tenham uma vida de qualidade, se insiram no mercado de trabalho, estudem e construam uma família”, afirmou Sílvia.

Além do trabalho de 11 grafiteiros para a decoração da ala, o laboratório farmacêutico EMS realizou a doação de todo o material para implantação do espaço.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*