Anúncios

Construção de jardim particular aproxima estudante da natureza

Interessado nos registros de espécies, Anderson de Almeida cultiva um espaço para observar aves.

Anderson Silva de Almeida, estudante de física e professor, fotografa espécies da fauna e flora há 5 anos.

Quando começou a fotografar, o estudante planejou uma ferramenta para registrar os animais em detalhes: acoplou a câmera a um telescópio pequeno. A engenhoca permitiu a Anderson aperfeiçoar as técnicas da fotografia por alguns anos.

Os cliques de flores e paisagens deram início ao acervo que hoje possui diversas espécies, como o sauá e o gaturamo-rei, destaques entre os registros. Mas, muito além de fotos de qualidade, a prática rendeu a Anderson um espaço particular de observação. “Resolvi fazer um jardim em minha casa com o objetivo de fotografar as espécies. Plantei flores e cuidei de toda a área para atrair cada vez mais aves, borboletas e outros animais”, conta.

Aos 23 anos, o técnico em informática pode ser considerado observador de espécies. “Tento fotografar tudo que posso na natureza, sempre com o intuito de identificar posteriormente.”

O conhecimento e o jardim não foram, porém, os únicos frutos dos registros: Anderson descobriu uma forma de combater o estresse diário. “Fotografar os animais é uma terapia para mim. Sinto que abdico de todos os meus problemas nestes momentos.”

Anúncios

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: