Dados do Ministério da Justiça | Nº de detidas em presídios femininos no Brasil cresce oito vezes em 17 anos

  • Divulgação/Pastoral Carcerária

    O superlotado Presídio Feminino Irmã Zorzi, em Campo Grande (MS)O superlotado Presídio Feminino Irmã Zorzi, em Campo Grande (MS)

O número de detidas em presídios femininos no Brasil aumentou oito vezes em 17 anos. Em 2000, eram 5.601 mulheres no cárcere. Ao final de 2016, eram 44.721, segundo o Ministério da Justiça.

Esses dados mais recentes não são públicos: foram informados pelo ministério ao STF (Supremo Tribunal Federal) em resposta a uma petição do Coletivo de Advogados de Direitos Humanos. O grupo defende a conversão da prisão preventiva em domiciliar de todas as mulheres grávidas ou com filhos de até 12 anos sob sua responsabilidade.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*