Escola de Santa Cruz do Sul convida ex-alunos para ações voluntárias

A escola fará um memorial para homenagear os colaboradores Crédito: Rodrigo Assmann / Gazeta do Sul / CP

A escola fará um memorial para homenagear os colaboradores Crédito: Rodrigo Assmann / Gazeta do Sul / CP Correio do Povo

A Escola Estadual Ernesto Alves de Oliveira, a maior de ensino público de Santa Cruz do Sul, criou um projeto para ex-alunos matarem a saudade dos tempos de sala de aula e contribuírem com o estabelecimento de ensino. Por meio do projeto “Eu fiz e continuo fazendo parte desta escola”, profissionais de diferentes áreas que estudaram no colégio poderão colaborar para o desenvolvimento da instituição. A diretora Janaína Venzon explica que cirurgiões-dentistas, arquitetos, engenheiros, psicólogos, nutricionistas, entre outros, são convidados a deixar uma nova marca pelos corredores. A primeira reunião ocorreu na quinta-feira (3) com a participação das acadêmicas do curso de Arquitetura e Urbanismo, Danieli Bach, 26 anos, e Larissa Voltz, 22, e a arquiteta Ana Júlia Metz, 24. Nos próximos meses, elas trabalharão para dar novo cenário ao pátio e à pracinha, além de repensar a ampliação do refeitório. A viabilização financeira ocorrerá por meio de parceria com o Círculo de Pais e Mestres (CPM). Venzon explica que o plano de ação integra partiu da nova gestão e tem como modelo o programa do Estado “Escola Melhor, Sociedade Melhor”, a partir do qual pessoas físicas e empresas são convidadas a contribuir com a recuperação do meio estudantil. “Nós já temos algumas ideias de projetos, mas a escola está aberta a todos que quiserem ajudar”, afirma. A medida também é uma alternativa para colocar em prática antigos sonhos. “Há cinco anos aguardamos recursos para poder ampliar o refeitório. Hoje, contamos com 1,3 mil estudantes, mas um espaço com capacidade para 30.” Desde que o convite foi compartilhado em rede social, no ano passado, ex-alunos da área de odontologia e do direito também entraram em contato. Como forma de reconhecimento, a escola fará um memorial, onde ficarão registrados os nomes daqueles que contribuíram e que, além disso, poderão inspirar crianças e adolescentes a trilhar os mesmos caminhos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: