Guarda de Campinas registra baixa na quantidade do efetivo pelo 4º ano seguido, diz prefeitura


Metrópole perdeu 60 profissionais ao longo do período e quadro chegou a 697 neste ano. Prefeitura diz que concurso está em andamento e prevê contratações no 1º semestre de 2020. Guarda de Campinas teve redução de efetivo
Alexandre de Jesus/EPTV
O efetivo da Guarda de Campinas (SP) registra neste ano a quarta redução seguida, de acordo com dados fornecidos pela prefeitura ao G1 por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI).
Segundo a administração, em 2015 a metrópole contava com 757 servidores, e a quantidade foi reduzida gradativamente até chegar a 697. Com isso, o efetivo deixou de contar com 60 profissionais no período.
Antes de assumir o cargo, o secretário de Segurança, Luiz Augusto Baggio, indicava que o efetivo da cidade deveria ter pelo menos 1,1 mil guardas. À época, ele afirmou que a meta inicial era ter 900 nas ruas e em treinamento até fim do primeiro ano de mandato, mas a única alta real – de 11% – foi registrada pelo governo entre 2014 e 2015, quando o grupo passou a contar com 757 funcionários.
O que diz o governo?
Em nota, a Secretaria de Segurança alegou que a redução do efetivo ocorreu em virtude de aposentadorias e desligamentos. Além disso, ressaltou que está em andamento um concurso público em que a administração já autorização a contratação de 60 guardas no primeiro semestre de 2020. “Os candidatos aprovados na primeira fase do concurso realizaram exame antropométrico e do teste de aptidão física nos dias 23 e 24 de novembro. Novas fases do concurso ocorrerão nos próximos meses.”
Ainda de acordo com a assessoria do governo municipal, novas contratações podem ser realizadas nos próximos anos, de acordo com disponibilidade do orçamento.
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

%d blogueiros gostam disto: