BIDEN E HARRIS: VITÓRIA DO EQUILÍBRIO E DA DEMOCRACIA

Não foi por acaso que o presidente eleito dos EUA, Joe Biden e sua vice, Kamala Harris, foram escolhidos pela revista Times como personalidades do ano.

Em um mundo tomado pelo radicalismo, que feriu profundamente os Estados Unidos da América, a eleição de Biden e Harris é um bálsamo para o país e esperança para outros países.

Isto porque há uma natural tendência de alinhamento de diversas nações com a política americana, assim como ocorreu no moribundo governo do presidente Trump.

A inserção, no futuro governo americano, de varios afro-americanos, é um sinal claro de respeito ao povo anericano, que é multifacetado, composto por cidadãos de várias etnias.

É uma demonstração clara para o mundo de que não é possível tolerar qualquer tipo de exclusão ou divisão em razão da cor da pele ou etnia.

A dupla presidencial tem o peso da responsabilidade de combater com mais eficiência a pandemia, além de estabilizar a combalida economia americana.

Espera-se que países como o Brasil, na próxima eleição, mudem os rumos, com mais respeito aos cidadãos como um todo, sem se esquecer de o país possui representates de várias etnias o que não se coaduna com posturas eventualmente racistas.

Há cidadãos de várias etnias no Brasil capazes de integrar qualquer governo, simplesmente pela alta capacitação técnica e espirito público.

Cabe ao Estado dar exemplos de inclusão, de democracia e de unidade de uma nação. Nunca o contrário.

Muito boa sorte, Biden e Harris!

Mesmo longe, estamos juntos!

Aqui você já sabe: virou notícia, Brasil Comenta!

Share and Enjoy !

0Shares
0

Author: José Vieira

Jornalista/Articulista, bacharel em Direito(aprovado na OAB), servidor público, professor do Centro de Estudos e Ensino em Segurança Pública e Direitos Humanos - CESDH, pós graduado em Direito da Comunicação Digital, com MBA em Gestão Pública,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *