POLÍTICA BRASIL: GRUPO DE SENADORES DEFENDE CPI SOBRE COVID-19

Imagem: Edilson Rodrigues/ Agência Senado

Um grupo de oito senadores, liderados por Tasso Jereissati- PSDB senador pelo estado do Ceará, trabalham pela abertura de uma CPI sobre as ações do governo no combate à pandemia, e não descartam um eventual pedido de impeachment do presidente Jair Bolsonaro, pela prática de crime de responsabilidade.

Tudo começou no último sábado (27/02), quando o presidente esteve no Ceará e, segundo o Senador Jereissati, provocou aglomerações e convocou a população a não ficar em casa. No seu entender, estariam configurados dois crimes de responsabilidade do presidente.

Em mensagem remetida a alguns colegas, o Senador teria dito:

Senadoras e senadores, o presidente Bolsonaro esteve no Ceará, ontem, sexta-feira, quando cometeu pelo menos dois crimes contra a saúde pública, ao promover aglomerações sem proteção e ao convocar a população a não ficar em casa, desafiando a orientação do governo do estado e ainda ameaçando o governo de não receber o auxílio emergencial. Desta maneira a instalação da CPI no Senado tornou-se inadiável. Não podemos ficar omissos diante dessas irresponsabilidades que colocam em risco a vida de todos brasileiros”

Realmente, o negacionismo presidencial quanto à pandemia extrapola o absurdo.

Com mais de 250 mil mortes pesando em sua conta, face a sua ineficiência no combate à doença, o que mais o atabalhoado governo federal deseja?

Com todos os incentivos lúdicos e públicos que o presidente Jair Bolsonaro dá aqueles que são contrários às medidas sanitárias, o combate nunca será efetivo no país.

É possível crer na vil ideia de que o presidente, fortemente apoiado por radicais de direita, deseje que os mais pobres morram, para que sejam reduzidos os gastos com auxilios sociais e outros benefícios; daí o incentivo ou instigação indireta ao suicídio em massa, pois com a letalidade do Sars-Cov-2, sobretudo das cepas variantes, estimular o desrespeito às medidas sanitárias implica nisso.

Tasso Jereissati sempre foi um dos mais sensatos, diplomáticos e respeitados senadores do país, sem envolvimento em escândalos de qualquer natureza.

Quando um político desse nível começa a se mexer por indignação, conclamando os colegas, é sinal de que as coisas estão ruins. Talvez bem piores do que imaginamos.

Aqui você já sabe: virou notícia, Brasil Comenta.

Share and Enjoy !

Shares

Author: José Vieira

Jornalista/Articulista, bacharel em Direito(aprovado na OAB), servidor público, professor do Centro de Estudos e Ensino em Segurança Pública e Direitos Humanos - CESDH, pós graduado em Direito da Comunicação Digital, com MBA em Gestão Pública,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *