COVID-19 NO BRASIL: VARIANTE DO AMAZONAS DRIBLA ANTICORPOS

Pesquisadora da USP, Prof. Ester Sabino, informa que a variante de Manaus da SARS-COV-2, consegue suplantar os anticorpos gerados pelo vírus original em contaminados, e gerar nova infecção.

A pesquisadora realizou o trabalho em parceria com Nuno Faria, da Universidade de Oxford.

Eles realizaram testes entre novembro de 2020 e janeiro de 2021, com base na amostra genômica de 184 pessoas contaminadas com Covid-19 em Manaus, e chegaram à conclusão de que a variante, chamada de P.1, tem de 1,4 a 2,2 vezes mais transmissível que o vírus original.

Ressaltam os pesquisadores que não há dados conclusivos refetentes ao uso das vacinas existentes e sua eficácia contra a variante.

O descaso dos governos estadual e federal em Manaus gerou uma variante mais forte, e que gera infecção mais rápido, sem vacina que a detenha.

Não apenas o Amazonas, mas o Brasil e o mundo têm, agora, graças à incompetência de governantes brasileiros, um desafio mais agressivo e muito maior a suplantar.

Aqui você já sabe: virou notícia, Brasil Comenta.

Share and Enjoy !

Shares

Author: José Vieira

Jornalista/Articulista, bacharel em Direito(aprovado na OAB), servidor público, professor do Centro de Estudos e Ensino em Segurança Pública e Direitos Humanos - CESDH, pós graduado em Direito da Comunicação Digital, com MBA em Gestão Pública,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *