Anúncios

Justiça autoriza regime semiaberto para deputado Cabo Júlio 

Parlamentar está preso desde a última quinta-feira

Parlamentar está preso desde a última quinta-feira Divulgação / Cabo Júlio

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) autorizou que o deputado Cabo Júlio (MDB), cumpra pena em regime semiaberto. Ele está preso desde a última quinta-feira (7), após o TJMG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais) ter autorizado a execução provisória da pena.

No entanto, para que o político possa sair da prisão para trabalhar durante o dia, a defesa precisa de liberação da Vara de Execuções Penais. O advogado dele, Frederico Savassi, informou que vai entrar com uma ação pedindo que Cabo Júlio continue exercendo a função de deputado.

Outro pedido de habeas corpus também foi analisado pelo Superior. Nele, a defesa contestava a prisão do deputado, mas o pedido foi negado.

Máfia dos Sanguessugas

Cabo Júlio foi condenado a quatro anos de prisão em 2015 por envolvimento no esquema conhecido como Máfia das Sanguessugas. Segundo o MPF (Ministério Público Federal), houve superfaturamento na compra de ambulâncias e equipamentos hospitalares com verbas do Ministério da Saúde. O depitado seria autor de emendas orçamentárias para direcionar as licitações a favor de determinadas empresas e teria recebido vantagens por isso. O esquema, descoberto em 2006, teria movimentado R$ 110 milhões.

Prisão

Cabo Júlio cumpre pena no 3º Batalhão do Corpo de Bombeiros, no bairro São Francisco, na região da Pampulha. Ele não precisa de usar uniforme do sistema prisional, pelo fato de não estar no presídio. O deputado recebe três refeições diárias, banho de sol e dois dias de visita por semana.

Anúncios

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: