Laudo aponta morte de preso por meningite não contagiosa

Penitenciária Central do Estado, PCE

Penitenciária Central do Estado, PCE Gazeta Digital

O laudo da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) confirmou a causa da morte do presidiário Luis Freideriano de Souza, 48, por meningite do tipo não contagioso, segundo a Secretaria de Estado de Segurança Pública, Justiça e Direitos Humanos. O resultado ficou pronto nesta segunda-feira (7).

 

Luiz foi encontrado morto dentro no raio 4 da Penitenciária Central do Estado (PCE), no último sábado (5). No mesmo dia, as visitas foram canceladas devido ao risco de contaminação e os agentes penitenciários passaram a usar máscaras para resguardar a saúde.

 

No entanto de acordo com o resultado do laudo feito pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Mato Grosso (Lacen-MT) o diagnóstico da morte apontou positico para Streptococcus, um tipo de meningite que não passa de uma pessoa para outra. Além disso, foi apontado que o preso tinha histórico de otite (infecção no ouvido).

 

Com isso, a Pasta já adiantou que as visitas no raio 4 serão normalizadas na quarta-feira (9). Porém o raio 1 da prisão continuará com as visitas suspensas devido ao suposto assassinato do detento Fernando Magalhães da Costa, 25. Preso no dia 21 de dezembro do ano passado pelo crime de tráfico de drogas, ele foi encontrado morto também no sábado. A Polícia Civil apura a autoria do crime.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: