Mais um ciclo que se encerra

Autoria: Adriana Pereira da Silva Baptista de Freitas

Toda finalização traz em si uma reflexão, um balanço do que foi feito, uma projeção para o futuro. Não foi diferente na colação de grau do Ensino Médio do Colégio Santa Maria. Em meio a um clima de descontração, despedida, emoção, apreensão, a cerimônia transcorreu de maneira tão leve e serena, que nos deixou a sensação (quase certeza) de dever cumprido.

Olhar para esses jovens e vislumbrar o quanto cresceram, em diferentes aspectos, nos enche de esperança e, ao mesmo tempo, ficamos orgulhosos em enxergar concretamente o fruto do trabalho de uma equipe de professores, coordenadoras, direção, sempre presente, disposta a encarar desafios, que arregaça as mangas para fazer um trabalho competente.

Trechos dos discursos nessa noite tão intensa precisam ser eternizados, porque nos servem de alimento e de incentivo para implementarmos e ousarmos continuamente, em nossa jornada educativa.

Excertos do discurso dos paraninfos (Adriano Skoda e Wagner Carbonari)

“(…)Como vocês puderam vivenciar, melhor do que ninguém, ao longo deste processo, a aprendizagem ocorrida ao longo destes últimos 3 anos, aqui no Ensino Médio do Colégio Santa Maria, se deu por diferentes formas e em diferentes contextos. É inegável, que nós, trabalhadores da educação, estivemos ativamente buscando mobilizar a atenção e sensibilidade de vocês para temas e conhecimentos que julgamos necessários, tanto para aqueles eventos que ocorreram dentro da escola quanto para aqueles que estavam além dos muros desta instituição.(…)

Essa urgência da vida cotidiana nos obriga a assumir um lugar, e assim, encarando nossas dificuldades ou nos omitindo dos problemas, aprendemos um pouco mais sobre nós e entendemos a personalidade que estamos constituindo. Cabe então, a cada um, ter a coragem e a honestidade de tomar atitudes que rompam com o nosso comportamento habitual e instituam uma nova relação possível.(…)”.

Excertos do discurso aos professores (aluna Camila Paioni)

“(…)Quem dera fosse ensinar só o currículo comum. Quem dera o trabalho terminasse quando vocês pisassem fora da sala de aula. Felizmente para nós, não é isso que significa ser professor desse colégio, ainda mais nesses tempos nebulosos por que estamos passando, de incertezas e questionamentos externos.

Saibam que a maioria de nós tem a consciência de que vocês nunca deixaram o nosso lado e em meio a mobilizações coletivas e individuais, nunca soltaram a mão daquilo que acreditam: educar para conhecer, viver e ser.”

 

Excertos do discurso aos funcionários (aluno João Pedro Novazzi)

“O que é ser funcionário no Colégio Santa Maria? Com toda a certeza, nós, alunos, não sabemos definir nem de perto o significado, as sensações e emoções de desempenhar diversas funções como vocês desempenham nesse espaço que, para muitos, serviu quase que de morada e segunda casa durante os longos e coloridos anos da nossa formação. (…)”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: