Manifestante morre e consulado do Irã é incendiado em Basra, no Iraque

Reprodução/Reuters

Pelo menos uma pessoa morreu e onze ficaram feridos durantes os protestos em Basra, a segunda maior cidade do Iraque, nesta sexta-feira (7).

Mais cedo, os manifestantes incendiaram a o consulado do Irã na cidade, gerando a revolta do país vizinho.

Desde que os protestos começaram, no início desta semana, pelo menos 11 pessoas já morreram.

Moradores dizem que foram às ruas por causa da corrupção e desgoverno que permitiram o colapso da infra-estrutura, não deixando energia ou água potável no calor do verão.

A cidade de Basra está sem água atualmente.

Manifestantes invadiram e começaram a danificar os escritórios, gritando a condenação do que muitos iraquianos percebem como influência do Irã sobre os partidos políticos do Iraque. Fontes de segurança disseram que o consulado estava vazio quando a multidão entrou.

A agitação pode ter implicações mais profundas para um país que importa a maior parte de seus alimentos. Desde quinta-feira (6), manifestantes fecharam o principal porto marítimo do Iraque em Umm Qasr, a 60 quilômetros ao sul de Basra.

O porto permaneceu fechado na sexta-feira, disseram autoridades locais e fontes de segurança, embora as exportações de petróleo, realizadas a partir de plataformas offshore, não tenham sido afetadas.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: