Parlamento não irá reconhecer novo mandato de Maduro na Venezuela

Novo presidente da assembleia, Juan Guaidó disse que país será 'usurpado'

Novo presidente da assembleia, Juan Guaidó disse que país será ‘usurpado’ Manaure Quintero / Reuters / 5.1.2019

A nova direção da Assembleia Nacional da Venezuela tomou posse neste sábado (5) e prometeu que não irá reconhecer a legitimidade do novo mandato do presidente Nicolás Maduro, que tem a posse marcada para a próxima quinta-feira (10).

Controlado pela oposição a Maduro, o Parlamento venezuelano elegeu o deputado Juan Guaidó, do Partido da Vontade Popular, como seu novo presidente.

Em seu discurso, ele disse que a casa irá respeitar um acordo de 21 de maio de 2018, em que não reconhece a validade da eleição do dia 20 de maio, vencida por Maduro com 68% dos votos válidos. Cerca de 54% dos eleitores não votaram, no entanto.

“Nicolás, no dia 10 de janeiro este parlamento não irá te juramentar”, disse Guaidó, em seu discurso de posse. “Reafirmamos que a partir desse dia a presidência será usurpada”.

No acordo feito pelos deputados em maio, está incluído que o mandato legítimo de Maduro se encerra no dia 9 e que, a partir do dia seguinte, será “usurpado” durante os próximos seis anos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: