Participação popular nas eleições de Israel supera expectativas

Judeus ultra-ortodoxos votam em Jerusalém

Judeus ultra-ortodoxos votam em Jerusalém Abir Sultan / EFE-EPA – 17.9.2019

A participação nas eleições de legislativas de Israel vão superando as expectivas e já estão dois pontos percentuais acima do registrado no pleito de abril deste ano, em dia marcado pela tranquilidade e quase sem incidentes.

SAIBA MAIS: Israel vai às urnas em nova eleição, mas com as mesmas dúvidas

Nas quatro primeiras horas de abertura de urnas, 26,8% dos eleitores votaram, um número que supera as últimas sete eleições no país. Não satisfeitos, os principais líderes políticos nacionais seguiram incentivando a presença popular.

Nas redes sociais, em vídeos postados nas redes sociais ou em discursos improvisados em lugares públicos, o primeiro-ministro interino, Benjamin Netanyahu, afirmava que havia alta participação em comunidades árabes e redutos de esquerda, como forma de incentivar os eleitores do partido que lidera, o Likud.

Yair Lapid, do partido de oposição Azul e Branco, caminhou pelas praias de Tel Aviv para pedir votos aos banhistas que aproveitavam o dia de sol, com o argumento de que Netanyahu estava tirando os eleitores de casa para manifestarem apoio a ele nas urnas.

Movimento de abstenção

Na cidade, como um todo, o ambiente pela realização do pleito é de calma e tranquilidade, apesar do grande movimento de pessoas nas ruas.

Ainda assim, há movimento de abstenção, como de Eitan Bronstein, eleitor apto, que garantiu não comparecer às urnas em protesto.

“Sou contra as políticas racistas e de apartheid que Israel aplica aos palestinos”, afirmou à Agência Efe.

Essa é a segunda eleição legislativa em Israel em cinco meses, já que Netanyahu, depois de não conseguir formar governo, aptou por dissolver o Parlamento.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: