Pesquisa do ITAL, em Campinas, resgata uso do urucum com ‘corante da vovó’; veja como fazer


Planta é nativa do Brasil e corante 100% natural pode ser utilizado no preparo de diversos tipos de alimentos, como carnes e molhos. Brasil é o maior produtor e consumidor de sementes de urucum no mundo
Fernando Evans/G1
Planta nativa do Brasil, o urucum é tema de projeto desenvolvido no Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL), em Campinas (SP), para a produção de UM corante natural de uso doméstico. A ideia da pesquisadora Elisabela Rooge Sanches é resgatar uma tradição culinária e, por isso, o nome do trabalho é ‘Corante da Vovó’.
De acordo com os pesquisadores Paulo Roberto Nogueira Carvalho e Paulo Eduardo da Rocha Tavares, que orientaram o trabalho, o projeto incentiva o uso do urucum em detrimento de condimentos e corantes artificiais. “O urucum é uma planta nativa do Brasil, e o corante mais usado na indústria de alimentos. Mas tem uma série de tradições que vão se perdendo com o tempo. Essa [usar urucum em casa] é uma delas. Antigamente faziam a garrafada, e usavam com todo tipo de alimento”, destaca Carvalho.
Pesquisadora de Campinas resgata uso do urucum com ‘Corante da Vovó’
Segundo os pesquisadores, o processo de produção do corante é simples. São utilizadas três partes de óleo vegetal [pode ser de soja] para uma de sementes de urucum. Depois de coado, o produto tem durabilidade superior a 90 dias. [veja no vídeo acima como fazer]
O corante 100% natural pode ser utilizado no preparo de diversos tipos de alimentos, como carnes e molhos, conferindo uma coloração aos produtos. O pesquisador Paulo Roberto Nogueira Carvalho com o corante feito a base de urucum no ITAL
Fernando Evans/G1
Para Paulo Roberto Carvalho, o projeto ‘corante da vovó’ pode impulsionar pequenos produtores a venderem não apenas a semente como matéria-prima, mas o corante natural pronto para consumo.
Segundo o pesquisador, o Brasil produz uma safra superior a 14 mil toneladas de urucum, e grande parte tem origem em pequenos produtores, na forma de agricultura familiar.
Arroz preparado com e sem urucum: corante para uso doméstico é 100% natural
Fernando Evans/G1
Benefícios
Mais do que dar cor aos alimentos de forma natural, o urucum oferece benefícios à saúde. Uma das substâncias presentes nas sementes é uma das formas da vitamina E. “Essa forma da vitamina E presente no urucum é a que tem o maior poder antioxidante, e atua na proteção de neurônios”, destaca Carvalho.
Pipoca com urucum ganha coloração amarelada: corante deve ser adicionado ao óleo durante o preparo
Fernando Evans/G1
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

%d blogueiros gostam disto: