Polícia do Ceará investiga morte de empresária como feminicídio

Empresária morreu vítima de um tiro e namorado é suspeito de feminicídio

Empresária morreu vítima de um tiro e namorado é suspeito de feminicídio Reprodução

A Polícia Civil do Ceará investiga a morte da empresária Jamile de Oliveira Correia, de 46 anos, em crime ocorrido no edifício onde mora, no bairro Meirelles, em Fortaleza, no fim de agosto. O caso era visto como suicídio, mas houve uma reviravolta na investigação e o namorado da empresária passou a ser considerado suspeito.

Leia também: Júri condena a 69 anos homem que matou a ex grávida

Vídeos com imagens do circuito de segurança do prédio mostram dois momentos antes da morte de Jamile aparece no elevador, carregada pelo filho, de 14 anos, e o namorado. É possível ver manchas de sangue na roupa da empresária, que morreu menos de dois dias depois de ser socorrida.

Porém, pouco antes, a mulher aparece subindo pelo elevador de serviço do condomínio. A gravação foi registrada momentos antes de Jamile ser baleada. A polícia desconfia que ela e o companheiro haviam tido uma discussão.

Investigação

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará informou que o crime está sendo investigado pelo 2º DP (Aldeota). Segundo informações repassadas à Polícia Civil, a vítima deu entrada em uma unidade hospitalar com uma lesão provocada por arma de fogo no dia 29 de agosto e morreu no dia 31.

As autoridades da segurança também afirmam que estão sento tomados depoimentos e que a polícia apura as circunstâncias do fato, mas detalhes do trabalho não serão divulgados para preservar as investigações.

Você tem alguma denúncia? Envie um e-mail para denuncia@r7.com

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: