Principais museus de Americana, Indaiatuba e Sumaré não têm Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros


As três maiores cidades da região, excluindo-se Campinas, possuem cinco espaços destinados ao serviço. Quase todos os museus das cidades da região não possuem auto de vistoria dos Bombeiros
Em Americana, Indaiatuba e Sumaré (SP), nenhum dos principais museus possui o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), que atesta a segurança dos espaços contra queimadas. Indaiatuba tem um espaço que não precisa do Auto devido às suas dimensões. Para ele, o certificado exigido está em dia. No domingo (2), um incêndio destruiu o Museu Nacional, no Rio de Janeiro.
Museus da região não possuem auto de vistoria do Corpo de Bombeiros
Reprodução/EPTV
As três maiores cidades da região, excluindo-se Campinas, possuem cinco espaços destinados ao serviço e responderam aos questionamentos da reportagem. Sumaré não tem museu municipal, mas a Associação Pró-Memória movimenta parte da receita com repasse da Prefeitura. (Veja lista abaixo)
Principais museus da região
Indaiatuba
Museu Casarão Pau Preto
Museu Ferroviário de Indaiatuba
Americana
Museu Histórico Pedagógico Municipal Dr. João Da Silva Carrão
Museu De Arte Contemporânea de Americana
Sumaré Associação Pró-Memória de Sumaré
Americana
O Museu Histórico Pedagógico Dr. João da Silva Carrão está fechado para visitação. A Prefeitura afirmou que existe projeto cadastrado no Ministério do Turismo para restauro e projeto para retirada de AVCB, em fase de captação de recursos. O Museu de Arte Contemporânea (MAC), segundo a administração, possui proposta cadastrada no Ministério para a reforma e projeto de bombeiros em levantamento de custos. A Prefeitura informou que ambos têm equipamentos de extintores em dia com seus carregamentos. Indaiatuba
A Prefeitura de Indaiatuba informou que o prédio do Museu Ferroviário não precisa do AVCB, devido às suas dimensões. Para a categoria no qual ele se encaixa, o documento exigido é o certificado de Licença do Corpo de Bombeiros (CLBC), que está em dia.
Quanto ao Casarão Pau Preto, a Prefeitura informou que possui todos os itens de segurança exigidos, aprovados e vistoriados pelos bombeiros. Em maio a fundação iniciou o processo para a contratação de uma empresa especializada no projeto técnico para emissão do AVCB.
Sumaré
Alaerte Menuzzo, presidente da Associação Pró-Memória, não soube informar, até esta publicação, se o espaço possui AVCB. Ao G1, ele afirmou que a associação não recebe repasse financeiro da Prefeitura há quase um ano e meio. “A verba recebida anteriormente, na forma de subvenção, servia para manter funcionários da entidade e realizar pequenos reparos no prédio”. Ele afirma que a administração deixou de efetuar a transferência financeira “por questões burocráticas de nova legislação”. Os repasses atuais, segundo ele, devem ser feitos ainda em setembro através de Chamamento Público. Menuzzo aponta que os equipamentos de segurança e emergência do Pró-Memória estão abaixo do padrão desejado pela diretoria. “Temos extintores e fizemos seguro de todo o acervo. Isso não inibe um desastre de grandes proporções, com destruição de todo material histórico, que compreende mais de 250 mil documentos e 145 mil fotos digitalizadas”. De acordo com ele, existe atualmente uma parceria com uma empresa de Valinhos (SP) que está digitalizando o acervo, a uma média de 3,5 mil unidades por dia.
AVCB
O Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) é um documento emitido pelos bombeiros que certifica que, durante a vistoria, a edificação possuía condições de segurança contra incêndio. Ele aponta um conjunto de medidas estruturais, técnicas e organizacionais integradas que garantem à edificação um nível “ótimo” de proteção contra incêndios e pânico. A vistoria possui prazo de validade.
Campinas
A EPTV acompanhou também a situação dos 11 museus municipais de Campinas. Nenhum deles possui o auto de vistoria. No Museu de Arte Contemporânea (MACC) estão cerca de 650 obras. No Museu da Imagem e do Som (MIS), são mais de 40 anos de fundação, com objetos, fotos e filmes. A estrutura, segundo apurou a reportagem, não está das melhores. O Museu da Cidade está sem condições de uso.
Museu da Cidade, em Campinas (SP), está sem condições de abrigar o acervo
Reprodução/EPTV
Outras cidades Limeira possui dois museus, que estão com falta do AVCB. Em Piracicaba, apenas o Museu Histórico e Pedagógico Prudente de Moraes tem o auto. Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

%d blogueiros gostam disto: