Produção industrial cresce após quatro meses de quedas

Indústria

Indústria Gazeta Digital

A produção industrial registrou resultado positivo em novembro de 2018 depois de quatro meses consecutivos de queda, segundo os dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta terça-feira (8). A produção variou 0,1% no mês.

 

O gerente da pesquisa, André Macedo, afirma que o resultado positivo não foi suficiente para recuperar a queda de 2,8% nos quatro meses anteriores. “O índice ficou próximo à estabilidade e, entre as atividades, houve mais taxas negativas que positivas”, afirma. 

 

Os alimentos foram a influência positiva mais relevante para o período, com crescimento de 5,9%. Em seguida aparecem os produtos farmoquímicos e farmacêuticos (7,1%) e coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (0,5%). 

A produção industrial recuou 0,9% em comparação com novembro de 2017.

 

O setor acumulou alta na produção de 1,5% em 2018, impulsionada pela produção de veículos, reboques e carrocerias (14,5%), pela celulose, papel e produtos de papel (5,8%) e metalurgia (4,7%). 

 

Em contrapartida, os alimentos foram os que tiveram maior queda na produção (-4,7%). Em seguida aparecem a confecção de artigos do vestuário e acessórios (-3,4%) e de couro, artigos para viagem e calçados (-2,6%).

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: