Anúncios

Professores da rede estadual de educação entram de greve

Categoria reclama dos atrasos nos salários

Categoria reclama dos atrasos nos salários Divulgação / Sind-Ute/MG / Fábio Ortolan

Professores e servidores da rede estadual de Educação de Minas Gerais decidiram entrar de greve a partir desta segunda-feira (11). A categoria pede o pagamento da primeira parcela dos salários do mês de junho.

Desde 2016, o Governo do Estado tem dividido o salário de servidores em três parcelas. Segundo o Sind-Ute/MG (Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais), a categoria não volta às atividades normais até quitação da primeira remessa, prevista para a próxima quarta-feira (13).

O sindicato convocou uma paralisação geral, mas ainda não se sabe o número de servidores adeptos ao movimento. Em nota enviada à Secretaria de Estado de Educação, o Sind-Ute afirma que a decisão foi tomada devido ao “descumprimento contínuo dos salários no 5º dia útil”. A reportagem aguarda retorno da Pasta.

Educação Infantil

A rede de educação infantil de Belo Horizonte também está com as atividades paralisadas. A greve dos professores das Umeis (Unidade Municipal de Educação) começou no dia 24 de abril. Nesta terça-feira (12), a categoria volta a se reunir para tratar sobre o assunto.

Na semana passada, o prefeito Alexandre Kalil (PHS) suspendeu às negociações após o grupo se negar a voltar ao trabalho. Os professores pedem equiparação entre os planos de carreira dos educadores da educação infantil com os do ensino fundamental.

Anúncios

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: