REFORMA DA PREVIDÊNCIA: PROPOSTA AVILTANTE

Não poderia ter sido mais aviltante ou esdrúxula a proposta de reforma da previdência apresentada pelo governo Bolsonaro. Talvez por isso tenha havido tanto segredo quanto a certos detalhes: vergonha antecipada.

O principal ponto a ser questionado é  a clara e equivocada separação feita, que divide a sociedade entre  os Militares e o resto. Leia-se resto como aqueles que pagarão a conta de tudo.

Registre-se o grave corporativismo que permeou o texto e permitiu que POLICIAIS Militares e BOMBEIROS Militares fossem agregados às Forças Armadas, quando este têm sua raiz na atividade policial e, apenas por necessidade de um regime, foram em dado momento histórico concebidos ou conceituados como militares.

É um tapa na cara da sociedade e das demais forças policiais que um texto tão discriminatório e repressivo em relação ao trabalhador possa ser encaminhado pelo governo.

Tamanha foi a imperícia ou desconhecimento em sua formulação, que Guardas Municipais foram alijados da condição especial que possuem de agentes de segurança pública, caindo nas mesmas condições de um trabalhador comum, também massacrado, em que pese as peculiaridades da atividade!

A Polícia Federal e as Polícias Civis dos Estados foram tapeadas quanto às regras de transição, tratadas com profundo pouco caso, em razão de sua condição Civil, sem respeito algum às particularidades funcionais que geram natural distinção dentro do serviço público, por conta da periculosidade inerente e notória, que gera prejuízos à higidez física e sobretudo mental dos policiais, muito mais do que ocorre com os Militares de Forças Armadas. Trabalharão e se aposentarão sem paridade e com duvidosa integralidade.

A aposentadoria rural, a permanecer como está,  será extinta, pois praticamente ninguém conseguirá se aposentar: boa parte morrerá antes.

Que os Deputados e Senadores ponham a mão na consciência acerca do que o governo propõe.

Esse texto maquiavélico não pode ser aprovado como está!

Não favorece o povo em nada; facilita a futura transferência das carteiras previdenciárias para iniciativa privada, que lucrará bilhões com ela, à custa do suor e mortes do povo!

O PROBLEMA DA PREVIDÊNCIA É A MÁ GESTÃO EM SENTIDO AMPLO, E NADA FIZERAM DE  CONCRETO PARA CORRIGIR ISSO.

Por essas e outras razões, algumas recentes, começo a ter vergonha deste governo.  Infelizmente, tem dado a clara idéia de que apenas as moscas mudaram.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: