Servidor é preso em flagrante com mais de 150 pés de maconha

Por meio de denúncias anônimas, policiais do Departamento de Narcóticos (DENARC) em ação conjunta com a Polícia Civil chegaram ao apartamento do servidor público Rafael Régis Pereira, 31 anos, em Itapuã, Vila Velha. 

Na casa do suspeito foram encontrados 18 pés de skunk, um tipo de maconha com teor elevado de THC (principal substância psicoativa da droga). 

O suspeito afirmou para a Polícia que morou na Europa e trouxe sementes de skunk para o Brasil. O ambiente era equipado com estrutura para o plantio e cultivo do entorpecente.

Em uma outra casa na Ponta da Fruta, alugada pelo suspeito exclusivamente para a atividade de plantio e cultivo, uma quantidade grande de maconha foi apreendida, cerca de 146 pés de skunk foram encontrados. 

Cada grama desse tipo de maconha custa R$ 50. De acordo com o delegado adjunto do DENARC, Diego Bermond, o suspeito alegou que comercializava a droga em festas para pessoas de classe média e alta. 

“O Rafael frequenta festas de alto padrão, estilo raves e suspeitamos que ele fazia a comercialização nesse tipo de festa”, explicou o delegado. O servidor será autuado por tráfico de drogas e associação para o tráfico e a Polícia investiga a participação de pelo menos mais uma pessoa no esquema.

Foto: Divulgação

Folha Vitória

Folha Vitória Folha Vitória

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: