Tropa especializada vai atuar em morros de Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória Folha Vitória

Um novo recurso de combate ao crime em Vitória foi apresentado na manhã desta segunda-feira (10), na capital. Policiais especializados vão atuar em áreas elevadas do município para oferecer mais segurança à população.

Ao todo, serão 28 policiais qualificados. Os policiais militares, que também passam a fazer parte da Força Tática, receberam os braçais que os distinguem. Eles agora são especializados em patrulhamento ostensivo em locais como o Bairro da Penha e São Benedito, adaptando-se às condições geográficas e urbanas.

A iniciativa para a formação do grupo foi do comandante do 1º Batalhão (Vitória) de Polícia Militar, tenente-coronel Geovânio Silva Ribeiro. “Essa é uma fração de tropa que vai funcionar na rotina. Ela não é uma tropa que vai ficar aguardando acionamento, por exemplo. É uma tropa que vai a pé rodar os morros, as áreas elevadas”, contou.

O oficial salientou que se pretende diariamente estabelecer uma confiança com as comunidades dos morros, levando sensação de segurança para essas regiões. Dividido em duas equipes, o pelotão atuará diariamente, sem horário fixo, de forma estratégica, de acordo com as informações recebidas pela população por meio do Ciodes 190 ou Disque-Denúncia 181. O ponto de apoio dos grupamentos é o Destacamento de Polícia Militar de São Benedito.

Prestigiaram a solenidade de formatura o governador Paulo Hartung, o secretário de Estado da Segurança Pública, Nylton Rodrigues, e o comandante-geral da Polícia Militar, Coronel Alexandre Ofranti Ramalho.

Os policiais militares, que participaram do curso, terminaram o período de estágio na madrugada do último sábado (8) e, a partir desta semana, já integrarão o efetivo para reforçar o policiamento em locais, como o Bairro da Penha, São Benedito e Gurigica. Os PMs estão dotados dos treinamentos mais modernos e dos melhores armamentos do mundo, como o fuzil Colt M4 5.56, recentemente adquirido pela corporação.

O comandante-geral da PMES, coronel Alexandre Ofranti Ramalho, detalhou que patrulhar os morros de Vitória é uma atividade complexa, que exige muito do policial militar, mentalmente e fisicamente. “São inúmeros becos, vielas, escadarias. Locais onde não sabemos o que vai surgir”, contou.

Já o secretário de Estado da Segurança Pública, Nylton Rodrigues, elogiou a bravura dos policiais. “Vocês estão de parabéns. Vocês se voluntariaram para estarem aqui e fazer esse trabalho para os capixabas”, ressaltou.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: