Uruguaiana decreta situação de emergência devido à chuva

A chuva e o vento provocaram destelhamento de casas Crédito: Everaldo Jacques / Divulgação / CP

A chuva e o vento provocaram destelhamento de casas Crédito: Everaldo Jacques / Divulgação / CP Correio do Povo

O prefeito Ronnie Mello decretou situação de emergência em uruguaiana devido as chuvas que atingiram o município nas últimas horas. As precipitações em combinação com os ventos que ocorreram na madrugada desta quarta-feira provocaram uma série de danos aos patrimônios públicos e privados, informou o município. Conforme a Defesa Civil municipal, a precipitação até o momento atingiu 185 milímetros. Alegrete também decretou emergência em decorrência da forte chuva que atinge as regiões da Fronteira-Oeste e Campanha.  O decreto de situação de emergência de uruguaiana leva em consideração o elevado número de famílias que tiveram suas residências atingidas pela chuva e pelo vento, resultando em destelhamentos e alagamentos. Parte da cidade ainda está sem energia elétrica. A Secretaria Municipal de Educação transferiu o prazo final de matrículas para o ensino fundamental e educação infantil para o próximo dia 11. O encerramento aconteceria hoje. No município de Dom Pedrito, em apenas duas horas o índice pluviométrico atingiu 133mm. Os bairros São Gregório e Sagrada Face foram os mais afetados. Uma família removida para o Parque de Exposições Juventino de Moura. Alamentos em diversas áreas atingindo casas e estabelecimentos comerciais. O governador Eduardo Leite informou, por meio da sua conta no Twitter, que desde a madrugada, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros “estão auxiliando em serviços como a desobstrução de vias em Uruguaiana” e que foram disponibilizados maquinários para as primeiras ações nos municípios atingidos. Para Bagé e Alegrete, ele informou que “foram enviadas lonas e as equipes também estão atuando desde cedo nos levantamentos dos danos e para atender a população”. 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: