NÃO À CONSCIÊNCIA NEGRA. SIM À CONSCIÊNCIA SOCIAL

Consciência Social seria muito mais profundo e acertado. No país temos negros, brancos e pardos em difíceis condições de vida.

Tudo o que um precisa para viver dignamente o outro também necessita.

Resumir o trato das desigualdades sociais do Brasil à questão étnica é diminuir a dimensão do problema e, indiretamente, alocar os problemas sociais do país a um gueto, o que só aprofunda rancores e aversões, além de estigmatizar uma etnia.

O que todo pobre e desvalido precisa no país é de Educação, Saúde e Emprego.

O restante se conquista com esforço e mérito próprios.
Sejamos exímios jogadores dentro das regras existentes. Mudar as regras do jogo por conveniência ou casuismo demonstra fraqueza ou incompetência, estigmas que não devem acometer etnia alguma, principalmente os afro-brasileiros.

Somos Inteligentes, Fortes e Capazes!

Share and Enjoy !

0Shares
0

Author: José Vieira

Jornalista/Articulista, bacharel em Direito(aprovado na OAB), servidor público, professor do Centro de Estudos e Ensino em Segurança Pública e Direitos Humanos - CESDH, pós graduado em Direito da Comunicação Digital, com MBA em Gestão Pública,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *