COVID-19 NO BRASIL: COM 1840 MORTES EM 24HS, PRESIDENTE BOLSONARO DESCARTA LOCKDOWN

Imagem: ICQT

O presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a criticar as medidas sanitárias e o lockdown adotado por vários estados da Federação.

Ele diz que a medida não deu certo em lugar nenhum do mundo, inclusive nos EUA, e que a medida gera desemprego, faltando, apenas, defender o uso da Hidroxicloroquina.

Os 27 secretários de Saúde que compõem o Conass – Conselho Nacional de Secretários de Saúde, recomendaram, por unanimidade a medida.

Como já dizem alguns políticos experientes, já está insustentável a conduta do presidente, que parece não se importar com as mortes no país. Até apoiadores coçam a se perguntar qual será o fim disso.

É o primeiro caso desse tipo que o Brasil enfrenta: um presidente que se preocupa mais com a economia do que com vidas humanas.

A economia pode se recuperar a médio e a longo prazo, mas as vidas perdidas não.

Um presidente não tem o direito e não pode impor tanto sofrimento aos cidadãos de um país, seja por negligência ou descrença na ciência, impunemente.

Se ele não acredita nas medidas técnicas, que adote alguma que seja eficaz na solução do problema. É sua obrigação.

Algo precisa e deve ser feito.

Aqui você já sabe: virou notícia, Brasil Comenta.

Share and Enjoy !

0Shares
0

Author: José Vieira

Jornalista/Articulista, bacharel em Direito(aprovado na OAB), servidor público, professor do Centro de Estudos e Ensino em Segurança Pública e Direitos Humanos - CESDH, pós graduado em Direito da Comunicação Digital, com MBA em Gestão Pública,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *