BRASIL: A QUEM NÃO INTERESSA O IMPEACHMENT DE BOLSONARO?

É necessário refletir, mesmo que rápida, a quem não interessa o impedimento do presidente Jair Bolsonaro.

Isto porque a política e a economia praticamente selam o atual governo, com alto e crescente custo de vida, e elevado índice de rejeição às propostas do governo federal no Congresso Nacional .

Infelizmente, não há cenário favorável ao presidente, que vê minguar a sua popularidade até mesmo dentro de sua base de apoio, que já não demonstra a mesma convicção no apoio ao mandatário.

Some- se a esses fatores a crise hídrica e, consequentemente, a elétrica existente.

Mesmo com a regressão lenta dos efeitos da pandemia, os estragos exagerados decorrentes do combate tardio e inicialmente ineficaz ao Coronavírus continuam afundando o governo, que terá que se haver com o relatório da CPI da Covid, nada favorável ao presidente e a membros do governo.

Nesse cenário nefasto, somente aqueles que, egoisticamente, lucrariam com um presidente desgastado e moribundo politicamente, disputando como Don Quixote uma reeleição, desejam sua permanência no poder.

Já não se trata mais de pensar no trauma de uma ruptura política mas, sim, nos traumas políticos, sociais e econômicos, os dois últimos potencialmente irreversíveis, que trarão o caos ao país.

É urgente a necessidade de um posicionamento responsável, legal e constitucional do Congresso Nacional.

O presidente da Câmara dos Deputados não pode mais segurar os pedidos de impedimento do presidente da República, sob pena de afundar politicamente junto.

É preciso um posicionamento claro e definido. O país já não aguenta mais tanto descrédito, que só afunda a economia e maltrata os mais pobres.

Share and Enjoy !

Shares

Author: José Vieira

Jornalista/Articulista, bacharel em Direito(aprovado na OAB), servidor público, professor do Centro de Estudos e Ensino em Segurança Pública e Direitos Humanos - CESDH, pós graduado em Direito da Comunicação Digital, com MBA em Gestão Pública,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *